Adiós Maradona

Imagem reprodução

Tem alguns adjetivos que são utilizados e entendidos por qualquer pessoa de qualquer parte do mundo, de qualquer idioma ou religião. Adjetivos esses que são oferecidos para pouquíssimas pessoas que já viveram nesse planeta. Diego Maradona é uma dessas pessoas, que não recebe somente um desses adjetivos mas sim alguns.

Lenda, ícone, mito, herói nacional, enfim, alguns desse adjetivos são oferecidos a esse Argentino que se foi aos 60 anos. Muitos desses 60 oferecidos ao futebol de forma única e majestosa. 

É natural que sejam feitas comparações de seu estilo de jogo ou mesmo pela qualidade como atleta. Ele sempre foi comparado com Pelé, pelo motivo de ser um ícone do futebol de sua época, assim como Pelé foi da sua. Poucos jogadores são comparados com Pelé assim como foi Maradona. 

Pode-se dizer também que ele tenha um estilo parecido com o do Rivelino, Messi, Zico, Zidane, entre outros. Mas comparações com ídolos desses, nunca são 100% corretas, ainda mais se tratando de Diego.

 

Imagem reprodução

Um atleta dedicado, um jogador cirúrgico. Maradona sempre leva a bola colada ao seu pé e seus dribles são geniais. Baixinho, passa pelos seus adversários como faca na manteiga. Ele é simplesmente perfeito em seus movimentos. Poderia estar aqui nesse momento narrando fatos sobre o gol contra a Inglaterra na Copa de 1986, o Gol mais bonito de todas as Copas do Mundo de Futebol.

Geralmente que carrega tais adjetivos conseguem fatos históricos e heroicos como esse gol de Maradona. Senna por exemplo é a nossa versão de herói nacional. Ícone da Formula 1, sempre perfeito, ou quase sempre.

Maradona em campo era como Senna na pista. Todos lances muito bem arquitetados e pensados. Sempre contou com muita sorte e de certa forma sempre esteve no lugar certo e na hora certa.

Sempre carregado de histórias malucas e também de BadBoy, é conhecido também pelo gol de mão mais famoso do Mundo. “La Mano de Diós”. O final de sua carreira como jogador acabou sendo marcada por fatos pessoais. Fatos que contribuíram para a aposentadoria precoce de uma das maiores lendas do Futebol.

Maradona deixa  um legado como jogador. E uma história terrível como viciado em drogas. É possível que nunca mais vejamos um latino tão bom de bola quanto Diego Maradona.

Dudu Luqueze

Você também pode gostar: