CBF anuncia propostas de mudanças significativas para o futebol brasileiro

cbf

A CBF é uma entidade que nos acostumamos a não confiar. Ela dificilmente toma as decisões corretas para o futebol brasileiro, o que a fez cair em descrédito com os torcedores. Porém, na noite desta quinta-feira, a “dona” da modalidade no Brasil anunciou propostas de mudanças significativas e que poderão ajudar a melhorar o futebol no país.

Óbvio que as mudanças não são a salvação e diversos pontos não foram tocados – como por exemplo, a diminuição do calendário dos estaduais – mas alguns pontos importantes deverão ser ajustados. A principal notícia fica por conta do uso do VAR.

Depois de todas as confusões no último ano, por negligência da própria CBF, agora a confederação promete assumir integralmente os custos com tecnologia e infraestrutura. Os clubes terão apenas que arcar com o pagamento dos profissionais que operarão o sistema – fato que já ocorre com as equipes de arbitragem atualmente.

Além da implantação do VAR, a entidade também prometeu iniciativas para melhorar a qualidade do trabalho no apito, com a promessa de uma campanha educativa com os árbitros, para garantir mais tempo de bola rolando, menos punições e um melhor produto para o público.

Outra ação proposta foi em relação aos técnicos dos clubes ao longo do Brasileirão. A CBF pretende frear a troca constante de treinadores das equipes, com cada uma delas podendo fazer apenas uma mudança no comando ao longo das 38 rodadas do torneio.

A confederação também deseja diminuir os elencos, para que cada clube tenha no máximo 40 atletas inscritos por campeonato. Este ponto é interessante, porém deverá permanecer em análise, pois exige uma mudança, antes de tudo, no próprio calendário devido ao excesso de jogos que ocorrem principalmente no segundo semestre.

Por enquanto, o único anúncio certo é a volta da Supercopa do Brasil. Com início do torneio em 2020, a competição reunirá em um duelo único e em campo neutro, o campeão do Brasileirão com o da Copa do Brasil, em confronto oficial que abrirá a temporada. Esta será a oportunidade de aproveitar alguns estádios da Copa de 2014 que permanecem às traças.

Para quem não sabe, a Supercopa do Brasil já teve duas edições em 1990 e 1991. Na primeira edição, o Grêmio, vencedor da Copa do Brasil de 1989, derrotou na final o campeão brasileiro do mesmo ano, o Vasco. Em 1991, o Corinthians (campeão do Campeonato Brasileiro de 1990) superou o Flamengo (campeão da Copa do Brasil 1990).

Os anúncios foram ótimos para o futebol brasileiro e agora aguardaremos ansiosos pelos próximos passos que a confederação dará. Considerando o histórico da cartolagem do Brasil é sempre bom ficar com o pé atrás, mas se realmente se confirmar as ideias propostas, podemos comemorar uma pequena melhoria no nosso sucateado futebol. E isso já é um bom começo.

Você também pode gostar: