Equilíbrio deve marcar duelo entre Chiefs e 49ers no Super Bowl LIV

Chegamos ao ponto mais alto da temporada 2019 da NFL! Conheceremos o campeão do Super Bowl LIV em duelo disputado entre Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers, no Hard Rock Stadium, em Miami, neste domingo, às 20h. As franquias nunca se enfrentaram em decisões, mas são times com muita história no futebol americano.

Os Niners possuem cinco títulos e podem se igualar a New England Patriots e Pittsburgh Steelers como maiores campeões do Super Bowl com seis taças. Já os Chiefs, que tiveram o auge de seu sucesso nos primórdios, buscam o segundo título de sua história exatos 50 anos depois do primeiro – a franquia também tem uma conquista pré-era do Super Bowl.

Falando de desempenho, esta será uma final com muito equilíbrio em vários anos. A começar falando da equipe de Kansas City. O time é a prova de um trabalho a longo prazo. Desde que Andy Reid assumiu como treinador, os Chiefs só não foram para os playoffs em uma temporada.

O QB Patrick Mahomes está em apenas seu segundo ano como titular, mas já deu mostras que será um dos maiores da história. Seu jogo é explosivo e seus lançamentos são fortes e precisos. A estrela neste momento, é o melhor quarterback da NFL, e vive uma fase espetacular, talvez fazendo o melhor jogo de sua carreira na final de conferência contra os Titans.

Além de um QB acima da média, os Chiefs se destacam por sua defesa terrestre. Depois da bye week, a franquia teve uma das cinco melhores defesas da NFL, e o combate terrestre funcionou muito bem. É importante destacar também a resiliência do grupo de Kansas City: mesmo saindo perdendo em todos os jogos dos playoffs neste ano, a equipe conseguiu virar as partidas, mostrando uma grande frieza de seus jogadores.

Patrick Mahomes é o melhor quarterback desta temporada da NFL (Foto: NFL)

Já os Niners ressurgiram das cinzas na concorrida Divisão Oeste da NFC, de uma sequência de quatro temporadas negativas até a conquista da melhor campanha da conferência em 2019. Nem o mais otimista torcedor dos 49ers imaginaria que após uma temporada decepcionante de apenas quatro vitórias em 2018, o ano seguinte reservaria momentos tão especiais.

Para voltar às glórias, uma grande reformulação se passou na franquia californiana. Do elenco, ao treinador até ao general manager. E com movimentos precisos em 2019, a comissão técnica montou um grupo cheio de jovens talentos, que se destacaram pelo incrível desempenho de sua defesa, a imposição de um jogo terrestre agressivo e Jimmy Garoppolo.

O QB não é estranho ao palco do Super Bowl. Ele já tem dois anéis como reserva de Tom Brady. Garoppolo fez sua primeira temporada completa na NFL em 2019 e não decepcionou, se destacando em seu controle e precisão nos passes que fazem desse seu ponto forte, bem como a leitura das defesas e execução das jogadas. Mas com um jogo terrestre e uma defesa tão fortes, o quarterback acaba não necessitando ser o dono do time como muitos esperam. O jogador é apenas uma boa peça da engrenagem da equipe.

San Francisco é uma das equipes mais dinâmicas da NFL quando o assunto é jogo terrestre, alinhando nas mais diversas formações com o objetivo de confundir as defesas adversárias. O funcionamento das jogadas por terra serão a chave do sucesso, para então Jimmy Garoppolo tirar proveito das jogadas de play action.

Além disso, a agressividade da linha defensiva dos Chiefs é um ponto que não podemos deixar de mencionar. A unidade contabilizou 48 sacks durante a temporada regular – a quinta melhor marca da liga – e somou outros nove sacks nas duas partidas de pós-temporada. Os números da defesa de San Francisco são ainda mais impressionantes quando analisadas as estatísticas de jardas aéreas cedidas por partida (170), colocando a equipe da Califórnia como a melhor de toda NFL.

Jimmy Garoppolo tem dois anéis de Super Bowl, como reserva de Tom Brady (Foto: NFL)

Tudo isso faz do duelo de domingo ter um gostinho de ansiedade para os amantes do futebol americano. Não podemos esquecer ainda que o evento contará com a presença de Shakira e Jennifer Lopez, que juntas agitarão o show do intervalo para as milhões de pessoas que estarão acompanhando a decisão. E você, vai perder?

Você também pode gostar: