O que esperar da fase decisiva da Copa América?

copa america

As quartas de final da Copa América foram definidas neste domingo. À partir desta quinta-feira, o público poderá apreciar os jogos de mata-mata da competição, e as primeiras seleções que entram em campo são Brasil e Paraguai, que se enfrentam na Arena Grêmio, às 21h30. Até o próximo sábado, oito times brigam por quatro vagas nas semifinais do torneio e, como não poderia ser diferente, separamos uma análise do que esperar de cada partida. Confira!

Brasil x Paraguai – 27/06 – 21h30 (Arena Grêmio)

Jogando em casa, o Brasil tem o favoritismo contra o Paraguai. Com duas vitórias e um empate no torneio sul-americano, a Amarelinha não precisou de muito esforço para avançar em um grupo com Venezuela, Bolívia e Peru. O futebol em si não foi espetacular, apesar da melhora da equipe na última partida, na goleada por 5 a 0 sobre o Peru. As mudança de Tite na titularidade fizeram o ataque funcionar melhor e isso pode ser determinante na retomada de confiança do grupo rumo ao título.

Já o Paraguai conseguiu avançar aos mata-mata com míseros dois pontos. O grupo conquistou uma das duas vagas de melhores terceiros colocados e chega na fase decisiva com nada a perder. Para a partida contra o Brasil, os paraguaios se apegam ao retrospecto recente: nas duas últimas vezes que se enfrentaram pelas quartas-de-final da Copa América, duas vitórias nos pênaltis sobre os brasileiros, em 2011 e 2015. Porém, desta vez, o abismo futebolístico está maior e os Guaranis vão precisar melhorar muito o futebol se quiserem surpreender pela terceira vez seguida.  

Venezuela x Argentina – 28/06 – 16h (Maracanã)

Faz algum tempo que a Venezuela deixou de ser o saco de pancadas sul-americano. Nesta edição da Copa América, a equipe vem fazendo um grande torneio. Dois empates (um contra o Brasil) e uma vitória foram o suficiente para avançar ao mata-mata na segunda colocação do grupo A. Além dos bons resultados, o elenco, que conta com nomes experientes do futebol europeu, mostrou muito empenho e se não chega como favorito contra a Argentina, chega ao menos com uma equipe mais organizada que os argentinos.

Sim, a Albiceleste atual é uma bagunça. A seleção flertou com a desclassificação, com dois jogos fraquíssimos nas primeiras rodadas: derrota merecida contra a Colômbia e empate sem emoção com o Paraguai. Na rodada decisiva, o treinador interino Lionel Scaloni mudou praticamente o time inteiro e as coisas melhoraram, com uma boa vitória sobre o Catar. Agora o técnico espera repetir a última partida e se aproveitar da superioridade técnica de seus jogadores (principalmente de Messi) para avançar à semifinal da competição.

James Rodriguez é a referência da seleção colombiana na Copa América (Foto: Divulgação)

Colômbia x Chile – 28/06 – 20h (Arena Corinthians)

A Colômbia tem a melhor campanha da Copa América até o momento. São três jogos e 100% de aproveitamento. As vitórias foram convincentes contra Argentina e Catar e mesmo poupando alguns jogadores na última rodada, conseguiu outro resultado positivo sobre o Paraguai. Porém, agora nas quartas de final, terá o seu adversário mais duro até o momento.

O Chile iniciou sua trajetória no torneio goleando os japoneses e batendo o Equador, com um bom futebol de posse de bola e velocidade. Desfalcado, vendeu caro a derrota para o Uruguai na última rodada, perdendo apenas com um gol sofrido a poucos minutos do fim, em jogo bem equilibrado. O duelo contra os colombianos será a única partida das quartas de final que não terá um grande favorito.

Uruguai x Peru – 29/06 – 16h (Fonte Nova)

O Uruguai mostrou consistência na primeira fase da Copa América. O deslize foi o empate contra o Japão, mas a boa vitória contra o Chile na última rodada o colocou na liderança do Grupo C. Com um meio de campo jovem e talentoso, misturado com uma defesa forte experiente e um ataque matador, os uruguaios tem tudo que um time precisa para ser campeão.

O Peru passou aos mata-mata na terceira colocação do grupo A. Venceu o saco de pancadas, Bolívia e mesmo com um a mais não conseguiu sair do zero com a Venezuela. Já a goleada de 5 a 0 sofrida no confronto contra o Brasil, deu um choque de realidade ao frágil elenco peruano, que chega contra o Uruguai como um enorme azarão para alcançar uma das vagas na semifinal da Copa América.

*Palpites às semifinais:

Brasil x Argentina

Colômbia x Uruguai

Você também pode gostar: