O que esperar das semifinais da Copa do Brasil?

copa do brasil

A quarta-feira foi um dia decisivo na Copa do Brasil. Os semifinalistas da competição foram definidos em duelos eletrizantes e equilibrados. Principais favoritos no site do BetMais, Flamengo e Palmeiras deram adeus ao campeonato nos pênaltis, ao serem ultrapassados por Athletico e Internacional, respectivamente. Já o Grêmio se impôs fora de casa e despachou o time sensação do torneio até aqui, o Bahia. Por fim, mesmo derrotado no clássico contra o Atlético-MG, o Cruzeiro avançou novamente à semifinal (quarta vez seguida) e segue rumo ao tri da Copa do Brasil.

Os confrontos que vão decidir os finalistas entre Cruzeiro e Internacional e Grêmio e Athletico-PR acontecem nos dias 7 e 14 de agosto. O sorteio dos mandos de campo das partidas será na segunda-feira (dia 22), às 15h. O prêmio para o campeão deste ano será de R$ 52 milhões, e o vice receberá R$ 21 milhões.

Embalados por esses suntuosos números, separamos uma análise do que esperar destes duelos no segundo torneio nacional mais importante do Brasil. Confira!

Cruzeiro x Internacional

Patrick fez o gol que levou a partida contra o Palmeiras aos pênaltis nesta quarta-feira
(Foto: Divulgação)

Mesmo vivendo um período extra campo complicado, o Cruzeiro conseguiu avançar a sua quarta semifinal consecutiva da Copa do Brasil devido ao bom primeiro jogo que fez no clássico contra o Atlético-MG. Os 3 a 0 no Mineirão deixaram a Celeste bem confortável para o jogo de volta no Independência, mas o Galo quase conseguiu o feito heroico, ficando apenas um gol de levar a partida para os pênaltis.

No papel a Raposa tem um time com excelente jogadores e nomes experientes. E o técnico Mano Menezes conhece os atalhos para se dar bem em campeonatos de mata mata. Porém, o Cruzeiro peca pela irregularidade no ano, podendo fazer grandes e terríveis jogos. Se manter o foco lá em cima na semifinal, a equipe será difícil de ser batida, mas os problemas que o clube vive fora de campo podem atrapalhar no duelo.

O Internacional merecia mais no jogo de ida contra o Palmeiras, onde perdeu por 1 a 0. No Allianz Parque, o Colorado jogou de igual para igual e ao menos um empate seria justo. Na volta, os gaúchos amassaram os paulistas do começo ao fim, com o goleiro Weverton sendo um dos principais destaques da partida e evitando a passagem direta do rival à fase seguinte. Com 1 a 0 no placar, o Inter precisou dos pênaltis para avançar e fazer justiça no duelo.

O elenco do Internacional também é recheado de nomes experientes e de bom potencial. À lamentar a expulsão de D’alessandro, um dos melhores em campo contra o Palmeiras, fora do primeiro jogo da semifinal. Mesmo assim, Odair Hellmann vem fazendo um bom trabalho com seus comandados e deverá fazer um confronto equilibrado com o Cruzeiro pela vaga na decisão.

Grêmio x Athletico-PR

O gol de Alisson deu tranquilidade para o Grêmio dominar o Bahia e avançar à semifinal (Foto: Divulgação)

O Grêmio não foi bem no jogo de ida contra o Bahia. O empate por 1 a 1 mostrou fragilidades na equipe, que foram solucionadas na partida de volta, na Fonte Nova. O Tricolor venceu pelo placar mínimo e conseguiu o controle de todo o jogo tendo mais de 60% de posse de bola ao longo da peleja.

Os gaúchos praticamente mantém a base campeã dos últimos anos. A zaga continua sendo forte com Geromel e Kannemann e Everton Cebolinha é a referência técnica no ataque. Luan não vive boa fase, mas o crescimento de Jean Pyerre chama a atenção. Renato Gaúcho vem se dando muito bem em duelos de mata mata e o Athletico-PR terá que estar em grande dia para conseguir avançar no confronto.

Os paranaense mereceram a vitória na partida de ida contra o Flamengo na Arena da Baixada. O empate por 1 a 1 foi um balde de água fria para uma equipe que dominou e poderia ter matado o duelo já na ida. A volta seria difícil, mas o Furacão não se intimidou e bateu de frente com os cariocas, levou a partida para os pênaltis e conquistou a vaga na semifinal.

Tiago Nunes vem fazendo um grande trabalho à frente do Athletico-PR. Recentemente conquistou a Copa Sul-Americana e a base do time continua a mesma. Nem a perda de Renan Lodi para o Atlético de Madrid enfraqueceu a equipe. Bruno Guimarães e Marco Ruben são alguns dos principais destaques que podem fazer a diferença e levar o Furacão para sua segunda final de Copa do Brasil da história.

Você também pode gostar: