O que esperar dos principais torneios estaduais da temporada?

Agora está valendo! À partir desta quarta-feira, os principais torneios estaduais do Brasil dão sua largada na temporada. Apesar de desprestigiados, as competição novamente vão se arrastar por meses, em um calendário bem longo, levando as atenções dos clubes e torcedores, enquanto não iniciamos o Campeonato Brasileiro.

Com cinco equipes na elite nacional principal, o Paulistão é a principal atração para se acompanhar. Já o Cariocão, que se iniciou no último final de semana, mal começou e já sofre com um imbróglio extra-campo entre Flamengo e Rede Globo, que pode fazer o rubro-negro “largar” o torneio. Em Minas, ansiedade para saber como o Cruzeiro, agora na Série B, vai se portar conforme sua crise financeira. Ainda temos um Gauchão com Grêmio e Inter reforçados e um Campeonato Baiano com os grandes desinteressados com a competição.

Fizemos uma análise dos cinco principais estaduais e o que esperar deles neste ano de 2020. Dá uma conferida:

Campeonato Paulista

Entramos no Paulistão sem um grande favorito. Pela saúde financeira, o Palmeiras deveria ser o principal, mas ainda não sabemos como a equipe vai agir sob o comando de Luxemburgo – que deve apostar em diversos jovens da base neste início de ano. O mesmo vale para o Corinthians, com Tiago Nunes no comando. Apesar da contratação de Luan dar um bom upgrade no time alvinegro, pouco se viu sobre o estilo de jogo nessa pré-temporada.

O Santos segue o mesmo caminho, porém com um elenco mais enfraquecido após perder Gustavo Henrique, peça importante da zaga. Além disso, substituir o ótimo Sampaoli não será uma tarefa muito fácil para Jesualdo. O São Paulo manteve a base do último ano, sem contratações e sem mudança de técnico. A aposta está exatamente em Fernando Diniz dar a sua cara ao time, para tirar o tricolor do incomodo jejum de títulos.

Além dos quatro grandes, não podemos deixar de mencionar o Red Bull Bragantino, atual campeão da Série B e que investiu agressivamente neste mercado de transferências, com contratações de jovens com grande potencial – como Artur, ex-Palmeiras e Alerrandro, ex-Atlético-MG – e que certamente dará trabalho para os principais clubes do estado.

Campeonato Carioca

O Cariocão já iniciou neste último final de semana e a principal notícia da competição se dá extra-campo, com o Flamengo pedindo alto para a Rede Globo pelos seus direitos de transmissão no estadual. Ainda sem acordo, o rubro-negro vai jogando o torneio sem passar na TV e sem saber como encarar o campeonato.

O fato do Flamengo iniciar a competição com uma formação alternativa, fica quase que inviável fazer qualquer tipo de prognóstico mais preciso, até porque seus rivais (Vasco, Botafogo e Fluminense) passam por grande reformulação e também não se sabem aonde podem chegar.

Campeonato Gaúcho

Eduardo Coudet é a grande esperança à torcida do Internacional na temporada (Foto: Divulgação)

Talvez o torneio com os principais candidatos ao títulos realmente fortes. Mesmo com Grêmio e Inter preocupados com a Libertadores, as equipes devem entrar no Gauchão querendo mostrar suas virtudes.

O Grêmio, mesmo perdendo Luan, conseguiu se reforçar bem em algumas posições carentes e Renato Gaúcho terá mais material para deixar a boa equipe de 2019 ainda mais forte. Já o Inter, continua com um bom elenco, reforçada com algumas peças pontuais. Só que dessa vez terá um grande reforço no banco para a montagem do time: o técnico Coudet, que chega com moral, após grande trabalho no Racing da Argentina. O gringo será a grande esperança da torcida para bater de frente com o rival gaúcho no estadual.

Campeonato Mineiro

Com o Cruzeiro passando pelo pior período de sua história, o Atlético-MG entra no Campeonato Mineiro com a obrigação de vencê-lo. Sim, a disparidade é grande para seus concorrentes. O clube também foi atrás de um treinador gringo: o venezuelano Dudamel, e apesar de estar tendo dificuldades no mercado de transferências, tem um elenco bom o suficiente para erguer o troféu com tranquilidade.

A Celeste passa por uma grave crise financeira e tenta se desfazer de seus jogadores mais caros – Fred e Dedé, por exemplo, já não fazem mais parte dos planos cruzeirenses. Ainda assim, a equipe de Adilson Batista deverá usar o torneio para testar jovens garotos da base, para conhece-los e saber quem terá condições de vestir a camisa no verdadeiro teste do ano ao clube: a Série B. O objetivo é voltar à Série A o quanto antes.

Campeonato Baiano

As principais equipes do torneio, com mais poder de investimento, mais visibilidade e localizadas na capital, vivem momentos distintos e muito distantes no momento. O Vitória brigou para não cair até a reta final da Série B do Campeonato Brasileiro no último ano, enquanto o Bahia fez uma campanha regular na Séria A. Só que o tricolor já anunciou vai utilizar o seu time sub-23 no Baianão.

Com a completa falta de interesse da Federação Baiana de Futebol, os maiores times do estado não dão a mesma atenção ao certame como em outras ocasiões. Com isso, a competição acaba se tornando importante para os esforçados times menores, que podem surpreender as principais equipes.

Você também pode gostar: