Rafael Nadal é a principal ausência do Masters de Xangai

Com início marcado para este fim de semana, o Masters de Xangai terá um grande desfalque em seu evento: Rafael Nadal anunciou nesta sexta-feira que não irá participar da competição na China. Número 2 do ranking ATP, o espanhol resolveu se poupar para o restante da temporada, já que ainda sente dores na mão esquerda.

“Estou triste de não poder jogar em Xangai neste ano. Porém, depois do que aconteceu com minha mão depois do US Open, não consegui treinar direito e precisei descansar o corpo. Eu sei o tanto de apoio que recebe na China, é algo incrível. Sinto muito não poder jogar, mas tentarei estar de volta na próxima edição do torneio. Torço para que vocês tenham um grande torneio com os jogadores que estarão ai”, declarou o Touro.

Nadal sentiu esta contusão há poucas semanas, na Laver Cup, o que acabou tirando o atleta de duas partidas do torneio. No último dia de jogos da competição amistosa, o espanhol voltaria a jogar junto do suíço Roger Federer em duplas e duelaria com o australiano Nick Kyrgios em simples, mas não pode entrar em quadra.

Com 11 vitórias seguidas no circuito da ATP, Nadal buscava manter a boa fase que lhe rendeu os títulos no Masters de Montreal e no US Open para tentar o primeiro título em Xangai, onde jamais passou das oitavas de final.

Caminho aberto para Novak Djokovic

Sem Rafael Nadal, Novak Djokovic tem o caminho aberto para se manter na liderança do ranking ATP. O sérvio lidera com 9,865 pontos contra 9,225 do espanhol. “Nole” defende os mil pontos ganhos da competição, já que foi o vencedor do Masters chinês na temporada de 2018.

Vale lembrar que nesta sexta-feira, Djokovic obteve uma vitória arrasadora sobre o francês Lucas Pouille em duelo válido pelas quartas de final do ATP 500 de Tóquio – na semifinal enfrentará o belga David Goffin por uma vaga na decisão. Em grande fase, o sérvio deverá chegar embalado no torneio da China.

O Masters de Xangai acontece entre os dias 5 e 13 de outubro e reunirá os principais nomes do tênis mundial da atualidade. Além de Djokovic, o suíço Roger Federer (número 3 do mundo), dono de dois títulos da competição, também estará presente. O russo Daniil Medvedev (4), o austríaco Dominic Thiem (5), o alemão Alexander Zverev (6) e o grego Stefanos Tsitsipas (7) aumentam a lista de estrelas participantes do penúltimo Masters de 2019.

Você também pode gostar: