UFC 248 terá dois duelos valendo o cinturão na noite

Neste fim de semana, a T-Mobile Arena, em Las Vegas, será palco do UFC 248, evento que promoverá duas disputas de cinturão importantes, nos médios e palhas, em duelos que prometem ser empolgantes.

O confronto principal da noite será entre o nigeriano Israel Adesanya, recém-coroado campeão unificado, que enfrentará um duro teste contra o cubano Yoel Romero. Já o outro combate acontece entre a dona do cinturão de peso palha, a chinesa Zhang Weili, que duelará contra a polonesa Joanna Jedrzejczyk, a maior lutadora da história da categoria.

O UFC 248 terá início às 20h30 com o card preliminar e com as lutas principais previstas para ir ao ar por volta de meia-noite (horário de Brasília). Fizemos uma análise do que esperar de cada luta, veja!

Israel Adesanya x Yoel Romero (Peso médio)

Adesanya teve uma ascensão avassaladora no UFC. Em um período de cerca de 20 meses saiu de estreante a campeão. Em 2019, superou seu ídolo Anderson Silva, conquistou o título interino em uma das melhores lutas do ano contra Kelvin Gastelum e unificou o reinado ao nocautear Robert Whittaker. Em seu cartel na franquia, tem sete vitórias em sete lutas disputadas.

Romero aparenta não ser um adversário à altura do nigeriano, pois vem de duas derrotas no UFC – perdeu para Robert Whittaker e Paulo Borrachinha. No entanto, como o brasileiro está em recuperação de lesão, Romero era de fato o confronto mais interessante para o campeão. Apesar de nunca ter conquistado um cinturão de alto nível, o cubano sempre se mostrou um adversário complicado para seus concorrentes, tendo nove vitórias e três derrotas em seu cartel de UFC.

Por ter um volume de combate mais alto e um cuidado defensivo mais elevado, o nigeriano é o favorito na luta. Porém, isto não deve vir sem sustos e Romero, com ótimas capacidades de nocautear o adversário, é, definitivamente, um azarão vivo no combate.

Zhang Weili x Joanna Jedrzejczyk (Peso palha)

Zhang chegou chegando na divisão dos palhas do UFC. A chinesa foi subindo nível após nível em seus oponentes, gradualmente, até ganhar o cinturão contra a brasileira Jéssica Bate-Estaca, em uma luta impressionante que durou menos de um minuto, com um lindo nocaute, colocando seu nome entre as campeãs da maior organização do mundo.

Já Joanna Jędrzejczyk é, sem dúvida, uma das maiores lutadoras da história do MMA. A polonesa tem longa história no peso palha. Defendeu o cinturão cinco vezes, sempre se impondo. Perdeu o topo para Rose Namajunas, que a nocauteou em 2017 e a superou em uma revanche em 2018. Se aventurou sem sucesso em categoria acima, até voltar aos palhas, vencer Michelle Waterson na última luta e conquistar a chance de disputar novamente o cinturão da categoria.

Com lutadoras de tão alto nível, o desfecho da luta é praticamente uma incógnita. Joanna parece ser a lutadora mais técnica em pé, mas Zhang tem poder para mudar o rumo da luta em um piscar de olhos. Este duelo deve ser decidido por margem apertada e tudo pode acontecer.

Você também pode gostar: