Volta de Neymar ao Barcelona pode ser benéfico aos clubes e jogador

neymar

Os fãs de futebol foram pego de surpresa com o burburinho que se fez nestes últimos dias sobre uma possível volta de Neymar para o Barcelona. O atacante se despediu do time catalão na metade de 2017 e passou duas temporadas no Paris Saint Germain, conquistando títulos, mas longe de alcançar seus maiores objetivos: ganhar a Champions League com o clube francês e erguer o troféu de melhor jogador do mundo.

Neymar enfrentou ao longo desses dois anos muitos problemas extra-campo. Briga com jogadores do elenco como Cavani e Draxler, dificuldades físicas que o tiraram meses do campo, além da recente acusação de estupro. Todas estas ações minaram o futebol do atacante, que ainda passou longe da meta principal do clube francês de conquistar a Europa, desgastando a sua imagem – a prova disso é a desvalorização do seu passe no período.

No total, Neymar até conseguiu bons números no território francês: foram 58 jogos, 51 gols e 29 assistências, dois títulos da Ligue 1, um da Copa da França, um da Copa da Liga da França e um da Supercopa da França – lembre-se que o nível da equipe de Paris é muito maior que o dos adversários. Nem isso parece ser o suficiente para que o presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi, segure o jogador em uma eventual proposta.

“Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto do clube. Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos uns com os outros. É claro que há contratos a serem respeitados, mas a prioridade agora é a total adesão ao nosso projeto”, disse Al Khelaifi recentemente à Revista France Football.

A mídia projeta que a proposta do Barcelona ao PSG, para a repatriação de Neymar, gira em torno de 100 milhões de euros ao clube francês, mais alguns jogadores – nomes mais fortes neste momento são Umtiti, Dembélé e Rakitic. Lembrando que o atacante ingressou ao Paris Saint Germain pelo valor de 222 milhões de euros, a maior transação da história do futebol.

Trio “MSN” encantou o mundo do futebol (Foto: Reprodução)

Ao que tudo indica, a volta à Espanha é desejo não só de Neymar, mas também do clube catalão. Também pudera, o casamento entre ambos foi quase perfeito. Ao lado de Lionel Messi e Luis Suarez, Neymar participou de um dos ataques mais mortais e vitoriosos do futebol. No total, jogou 186 vezes com a camisa do Barcelona, marcou 105 gols (média de 0,56 por jogo) e fez 59 assistências.

O rendimento do “trio MSN” levava o clube catalão ao mais alto nível que pode-se atingir na modalidade. Em três anos juntos, além do show futebolístico para os fãs, foram dois troféus da La Liga, três da Copa do Rei e um da Supercopa da Espanha, nacionalmente falando.

O título da Champions League também saiu, em 2014/15, temporada da Tríplice Coroa, que pode ser considerada estatisticamente a mais eficiente da carreira de Neymar, pois fez seu maior número de jogos, 51, e marcou o maior número de gols: 39, além das sete assistências – inclusive o brasileiro foi o primeiro jogador a marcar em todas as fases de mata-mata daquela edição europeia. O atacante ainda conquistou o Mundial de Clubes no final daquele ano.

Como podemos perceber, o sucesso de Neymar no Barcelona foi muito grande. E aparentemente, um “remember” está bem encaminhado. Será que assim poderemos ver novamente aquele craque que encantava o mundo com seus dribles e poder decisão?

Esta volta seria boa para todos os lados. Para o PSG, que se livra de um garoto problema por um alto custo; para o Barcelona que traz de volta um de seus maiores jogadores recentes do clube; e para Neymar, que volta para seus amigos e sua casa, tentando mudar sua desgastada imagem, buscando novamente o caminho das glórias.

Você também pode gostar: